Curso de Fitoterapia Online a Dist√Ęncia

13456
Gostou "Compartilhe"

Curso de Fitoterapia

Curso de Fitoterapia

(Curso de fitoterapia)Fitoterapia: √© a forma de utiliza√ß√£o das plantas medicinais ou chamadas plantas bioativas, elas podem ser ocidentais ou orientais,¬†ainda ¬†podem ser in natura ou seca, geralmente s√£o plantadas de forma¬†tradicional ou org√Ęnica, s√£o apresentadas como uma droga vegetal ou droga derivada de vegetais que s√£o sempre apresentadas nas suas diferentes formas farmac√™uticas, n√£o tem a necessidade de utiliza√ß√£o de subst√Ęncias ativas isoladas no seu complemento e s√£o preparadas de acordo com¬†experi√™ncias populares e tradicionais ou com os m√©todos modernos cient√≠ficos.

curso de fitoterapia

Você quer aprimorar o seus estudos e conhecimentos nessa arte da fitoterapia então deve conhecer um curso que pode te ensinar tudo sobre esse assunto chamado de Curso Online de Fitoterapia Chinesa que é ministrado pelo Fernando Braga que é Acupunturista e Fitoterapeuta há 14 anos! Ministra cursos presenciais de Formação em Fitoterapia Oriental РCom Ênfase no Uso de Ervas Chinesas e Brasileiras desde 2006.  curso de fitoterapia


curso de fitoterapia

Esse curso é um dos mais completos  do mercado e tem por objetivo profissionalizar o aluno, essa é sua oportunidade de se qualificar.

CLIQUE AQUI para saber mais sobre esse curso

 

Sobre fitoterapia

 

A utiliza√ß√£o dos meios da natureza em fins terap√™uticos √© muito¬†antigos quanto a civiliza√ß√£o humana e, por muito tempo, produtos minerais, de plantas e animais foram muito importantes para a √°rea da sa√ļde. Historicamente, as plantas medicinais s√£o utilizadas como importantes ¬†fitoter√°picos para a descoberta de novos f√°rmacos, esta ¬†no reino vegetal a maior contribui√ß√£o de medicamentos.

O termo conhecido como fitoterapia foi dado à terapêutica que utiliza os tipos de medicamentos cujos constituintes os ativos são plantas ou seus derivados vegetais, e que tem a sua principal origem no conhecimento e no uso popular. As plantas mais utilizadas para esse fim são tradicionalmente denominadas de plantas medicinais.

A forma de terapia com a aplica√ß√£o de medicamentos de esp√©cies vegetais foi relatada em sistemas de medicinas milenares por todo o mundo, temos o exemplo, da medicina chinesa, tibetana ou indiana-ayurv√©dica. A ayurveda (medicina tradicional indiana) ¬†talvez ¬†seja a ¬†mais antiga do que todas as tradi√ß√Ķes medicinais e do que a medicina tradicional chinesa.

Fitoterapia

A maioria das civiliza√ß√Ķes da China e da √ćndia estavam florescendo e j√° tinham in√ļmeros escritos sobre as plantas medicinais, enquanto as modestas culturas mais sofisticadas come√ßavam a se desenvolver na Europa. O lend√°rio imperador conhecido como Shen Nung apresentou as ¬†plantas medicinais em suas obras, com as quais, foi pela medicina tradicional chinesa, elas foram sistematizadas e escritas entre 100 e 200 a.C.

Uma referência muito mais completa sobre a prescrição de ervas chinesas é a conhecida enciclopédia chinesa Modern Day, que possui uma matéria médica publicada em 1977. nessa obra lista quase 6.000 tipos de medicamentos, dos quais 4.800 são de origem vegetal.

Como em outros tipos de de cura, as receitas tradicionais s√£o mais usadas preferencialmente contra¬†os tios de¬†doen√ßas cr√īnicas, enquanto que ¬†as doen√ßas que s√£o mais graves ou agudas s√£o curadas por medicamentos do ocidnete. Essa ¬†difus√£o da medicina tradicional chinesa, em todos os continentes, sem d√ļvida veio a contribuir para a popularidade atual dos tipos de medicamentos fitoter√°picos em todo o mundo.

Um exemplo s√£o as ervas medicinais chinesas que s√£o famosas como a Angelica polymorpha var. sinensis (Danggui, Dongquai), Artemisia annua (qing ha), Ephedra sinica (ma huang), Paeonia lactiflora (Bai shao yao), Panax ginseng (ren shen) e Rheum palmatum (da huang)

Ao contr√° rio da cren√ßa pop ular, o uso de plantas medicinais n√£o √© isento de risco. Al√©m do princ√≠pio ativo ter ap√™utico, a mesma plant a pod e conter outras subst√Ęncias t√≥xicas, a grande quantidade de subst√Ęncias difer entes pode induz ¬†ir a rea√ß√£o al√©rgica, pode haver contam ina√ß√£o por agrot√≥ xicos ou por metais pesados. Essa gr ande quantidade de subst√Ęncias que ta mb√©m podem ser t√≥xicas √© originada da evolu√ß√£o das pl antas, pois estas s√£o seres vivos e co mo tal, n√£o possuem vantagens em serem predadas ou da nificadas. Desta forma, como n√£o poss uem meios de se defenderem de animais herb√≠voros e fit ¬†√≥fagos, desenvolveram difere ntes defesas qu√≠micas ao longo de sua evolu√ß√£o. Algumas dessas subst√Ęncias podem ser √ļteis para as pessoas, outras pre judiciais, como oxa latos e √°cido cian√≠drico, ambos t√≥xicos¬†. Um exemplo cl√°ssico √© a caf e√≠na, um alcaloide, em ¬†um animal de grande porte como um ser humano, deixa a pessoa des perta, mas em um inseto que tenta, por exemplo, predar a sem ente do caf√© pode ter uma r ¬†ea√ß√£o mu ito forte, que leva este a perda de apetite, podendo lev√°-lo a morte¬†curso fitoterapia chinesafitoterapia cursoscurso fitoterapia a distancialivro fitoterapiafitoterapicos chineses onde comprarcursos de fitoterapia a distanciapos gradua√ß√£o em fitoterapiafitoterapia chinesa onde comprarlivro de fitoterapiapos gradua√ß√£o fitoterapiafitoterapia chinesa comprarfitoterapia onlinepos gradua√ß√£o fitoterapia a distancialivros de fitoterapia